quinta-feira, 17 de março de 2011

Preocupação de Cuca faz bem ao Cruzeiro

Ninguém goleia três vezes na Libertadores à toa. O Cruzeiro fez 5 a 0 no campeão argentino, 4 a 0 no campeão paraguaio e 6 a 1 no time que eliminou o Corinthians há um mês e meio. Cuca deixou o jogo contra o Tolima falando das chances criadas pelos colombianos. Para vencer o torneio mais importante do Continente, é preciso ser perfeccionista.

Individualmente, o time funciona bem. Roger não é o jogador centralizador que já foi, Wallyson vai bem pela ponta e em diagonal para finalizar, Henrique e Marquinhos Paraná dão qualidade à saída de bola, Montillo brilha se lhe derem espaço. Thiago Ribeiro é ótima opção.

O Cruzeiro joga no 4-2-3-1 com Roger, Montillo e Walysson como meias e Wellington Paulista isolado. A dificuldade de criação contra o Guarani e no primeiro tempo contra o Tolima passa por Wellington que não retém a bola na frente. Quando os adversários se lançam a frente, como o Estudiantes, o Tolima, no segundo tempo, ou o Guarani, apenas no final do jogo, o Cruzeiro sobe em bloco e altíssima velocidade. O jogo franco contra o time de Cuca, na Arena do Jacaré, é sinônimo de goleada celeste.

Roger e Wallyson acompanham o lateral adversário e, quando o Cruzeiro é atacado, é fácil perceber a presença dos dois no campo de defesa. Mas a recomposição é lenta. As chances cedidas aparecem no momento em que o time está exposto. No momento em que o Cruzeiro não consegue segurar a bola no ataque e é desarmado. Foi assim que o Tolima chegou. Foi assim que o time mineiro foi derrotado uma única vez na temporada.

O Cruzeiro aparece como favorito para ganhar a Libertadores, mas o time tem pontos a melhorar. Para o cruzeirense, melhor do que a euforia das goleadas é a preocupação de Cuca.

3 comentários:

Luiz Melo disse...

Concordo com voçê Marcelo, a preocupação tem razão sim pois um time mais tarimbado e forte tecnicamente pode se aproveitar, o Roger não tem muito poder de marcação só de cercar o mesmo ocorrendo com Wallison talvez Gilberto teria essa força mas não o talento de Roger,WP não dá mais, nem adianta insistir o Cuca deveria tentar outro centroavante ou quem sabe a diretoria contrate um que não seja Fabio Jr por favor.

Ramon José Milani Martins disse...

Como sempre mto sensato meu caro Bechler!
Ainda temos mto o que melhorar quando se refere ao sistema defensivo, mas segurar esse ataque azul em bloco está realmente complicado.
Com os pés no chão, rumo ao tri da libertadores!

diego disse...

aceita parceria?
visita meu blog e avisa lá
http://mengaohexa.blogspot.com