segunda-feira, 21 de março de 2011

Sem entraves ou justificativa, Independência tem novo atraso para ser concluído

Em 9 de dezembro, você pôde ler aqui a palavra oficial do Estado, quando Fernando Teixeira, então diretor de obras do DEOP (Departamento de Obras Públicas) de Minas Gerais, falou sobre as obras no estádio Independência. A promessa, no final do ano, era de que “apenas um dilúvio” atrasaria as obras para além de junho. Três meses depois, e o estádio deve ser entregue em dezembro. Fernando Teixeira ainda chegou a afirmar: “Hoje eu não tenho um entrave. Eu tenho os projetos prontos, as empresas estão fabricando os pré-moldados, as fundações praticamente prontas.”

O deputado estadual Alencar da Silveira Jr. propôs uma comissão permanente na câmara para fiscalizar o andamento das obras no Mineirão e no Independência. A comissão não foi instalada e a fiscalização ocorre dentro da comissão de esportes.

Em contato por telefone com Alencar da Silveira Jr., o deputado confirma que entre dezembro e março não aconteceu nenhum fato novo que justifique o atraso de seis meses. A assessoria de comunicação do DEOP tem o mesmo discurso. Hoje, Fernando Teixeira não responde mais pelas obras. Carlos Melles, o responsável pelo assunto, foi procurado na sexta e na segunda-feira, mas não foi encontrado para explicar o porquê de Belo Horizonte seguir sem estádio.

Belo Horizonte chegou a ficar 26 dias sem chuva em janeiro, um dos períodos que o índice pluviométrico é mais elevado no ano. Não aconteceu nenhum dilúvio que explique seis meses de obras atrasadas. 

Enquanto, o governo não se manifesta, ouça o que era prometido por Fernando Teixeira em dezembro.



4 comentários:

m. reis disse...

É um absurdo, Marcelo. Do jeito que a coisa vai, não me surpreenderia se o Mineirão ficasse pronto antes do Independência.

Anônimo disse...

essse estadio vai sair junto com o mineirao

desperdício de dinheiro publico...

Thiago disse...

Isso sem falar no valor da obra que já subiu para 125 milhões, como informou o repórter da Placar, Jonas Oliveira.

Pena que não existe jornalismo esportivo em MG com viés politico...
Pouca gente procura se informar e ir a fundo nestes temas.

António Jesus Batalha disse...

Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
decerto que virei aqui mais vezes.
Sou António Batalha.
Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.